logo_evento

folder_1

É SIMENORTE ...é legal! Campanha é lançada em Alta Floresta

As constantes ações do governo federal, em busca da preservação do ecossistema, levando o setor  madeireiro a ser  responsabilizado pelo desmatamento da Amazônia, levou o Sindicato dos Madeireiros do Extremo Norte de Mato Grosso a lançar nesta última 4ª feira, 14 de setembro, em Alta Floresta, a campanha “É SIMENORTE...é legal!” ,  com o objetivo  de mostrar  para o país e o mundo, que o  madeireiro não  merece sofrer esta imposição negativa, que tem  se tornado um fardo pesado  para o setor, transformando em vilão quem tem sido responsável por significativa parcela do desenvolvimento econômico e sustentável da Amazônia.

No lançamento da campanha É SIMENORTE ...é legal! Os madeireiros recepcionaram   representantes de vários segmentos da sociedade, tais como Ibama, Sema, Ibisa, Unemat, CDL, OAB, Sindicato dos Moveleiros, Sindicato Rural, Acrimat,  Assembléia Legislativa, Câmara Federal, através da assessoria do deputado federal Nilson Leitão, Câmara Municipal, Prefeitura Municipal e a imprensa em geral, todos com o anseio de ver Alta Floresta sair da lista negra dos municípios que degradam e que destroem a Amazônia e na oportunidade, o coordenador da campanha, Regis Massarelli fez uma ampla explanação da importância do setor madeireiro e da devassa que tem sofrido, surgindo daí a necessidade desta campanha, “que nasce em Alta Floresta, mas que estará em cada gabinete de representantes políticos, se propagando para que possa atingir seu principal objetivo, revertendo a imagem   de  agressor da floresta que tem pesado ao setor madeireiro.”

A campanha ganha reforço

A secretária de Meio Ambiente, Irene Duarte, representando a prefeita Maria Izaura, falou da importância deste momento, ressaltando que, “É SIMENORTE...é legal!, é uma campanha inteligente, que reflete a mudança na forma de produzir do setor madeireiro... Parabéns SIMENORTE!”, enquanto o presidente do Legislativo Municipal, vereador Charles Miranda, fez questão de ressaltar que esta   campanha  “além de vir resgatar a imagem do SIMENORTE diante da população, mostra ainda que o setor madeireiro se preocupa com o Meio Ambiente, pois mesmo precisando desmatar, replanta, garantindo se perpetuar na economia do município e da região”, o que não difere da opinião do deputado estadual Ademir Brunetto,  de que, “a campanha vem mostrar que o produto principal utilizado pelo setor madeireiro, é de origem legal  e renovável, não causando desequilíbrio na natureza, resultando sim, em geração de empregos, tributos e no fortalecimento da economia.  Enfim, acontece em bom tempo, diante da importância do setor madeireiro para Alta Floresta e região.”

Fundador e primeiro presidente do SIMENORTE, o madeireiro Jairo de Carli, disse que o resultado esperado desta campanha, é desvincular o setor madeireiro desta imagem negativa que lhe foi atribuída e que possa ganhar força junto a todos os demais segmentos da sociedade,”  pensamento que comunga com o também madeireiro Antonio Passos,  que adianta, “ que por retirar  o seu sustento da natureza o setor madeireiro  passou a ter esta imagem negativa, que esperamos ser revertida a partir desta campanha.”  Uma campanha que visa conscientizar a população de que a atividade madeireira é legal e isto vem sendo comprovada a partir do momento que as ações do governo federal, de fiscalização e combate a degradação do Meio Ambiente,  continuam sendo realizadas na nossa região, e ainda assim,  não tem ameaçado o setor madeireiro com paralisação de suas atividades,” arremata o ex-presidente  Lindomar Dela Justina.

O presidente do SIMENORTE, falou da importância da campanha É SIMENORTE ...é legal!,  que tem como propósito mostrar para a população em geral, que o setor madeireiro não é aquele que tem aparecido na mídia nacional, como vilão. “ O setor de base florestal,  não merece carregar este fardo pesado que nos tem sido imposto, nos mostrando para a região, para o estado, o país e para o mundo, como responsáveis pela degradação do Meio Ambiente, pois algumas informações são passadas de forma errada e esta campanha, visa exatamente, esclarecer  a população de que as atividades do setor madeireiro, são legais”, disse Eleandro Kremer, aproveitando para agradecer a todos os envolvidos nesta campanha, bem como a secretária executiva do SIMENORTE, Kátia Danielides, que não mediu esforços para que este evento alcançasse o sucesso esperado, reunindo um significativo número de pessoas e garantindo a qualidade  que por certo impulsionará a campanha, para alcançar o seu objetivo, que é mostrar para a população, que o madeireiro é de direito, o “Guardião da Floresta”.

Socorro Neves/Assessoria.

Galeria de Fotos

001.jpg
003.jpg
004.jpg
006.jpg
007.jpg
008.jpg
009.jpg
01-005.jpg
010.jpg
011.jpg
012.jpg
013.jpg
015.jpg
016.jpg
02-014.jpg
03-DSC05830.jpg
04-DSC05831.jpg
06-002.jpg
DSC05821.jpg
DSC05823.jpg
DSC05825.jpg
DSC05826.jpg
DSC05827.jpg
DSC05828.jpg
DSC05832.jpg
DSC05833.jpg
DSC05850.jpg
DSC05852.jpg
DSC05854.jpg
dsc05849.jpg